Solos Sagrados no Exterior



Um perfeito modelo de Paraíso

Seguindo o exemplo da natureza, onde tudo se desenvolve a partir de uma pequena forma ou de um pequeno modelo, Meishu-Sama (1882-1955) iniciou, em 1945, no Japão, com a colaboração de membros pioneiros de sua época, a construção de protótipos do Paraíso Terrestre, os quais chamou de Solos Sagrados. Estes locais caracterizam-se pela harmonia entre a beleza natural e a criada pelo homem. O objetivo de Meishu-Sama era deixar para a humanidade a base para a construção de um Mundo Ideal, consubstanciado na Verdade, no Bem e no Belo.

Ele os estabeleceu nas cidades de Hakone, Atami e Kyoto, no Japão, objetivando que, a partir deles, outros modelos pudessem ser construídos ao redor do mundo, como uma pedrinha que se joga no centro de um lago e vai formando círculos de pequenas ondas até chegar às margens. Segundo Meishu-Sama, Hakone representa o Fogo, Atami a Água e Kyoto a Terra.

Além do Japão, existem dois Solos Sagrados que foram construídos pelas mãos de seus próprios membros movidos pelo ideal de seu Mestre. No Brasil, situa-se às margens da represa de Guarapiranga, em São Paulo, e foi inaugurado em 1995. Na Tailândia, situa-se em Saraburi e foi inaugurado em 1998. Existe a previsão da construção de mais um Solo Sagrado no continente africano, na cidade de Cacuacu.

Hakone (Terra Divina) - Japão

O Solo Sagrado de Hakone possui uma área de 76.000m² e está localizado na cidade de Hakone, no bairro de Gora, no ponto Central do Monte "Hakone Soun-Zan", a uma altitude de 600 metros. Em maio de 1944, Meishu-Sama mudou-se de Tóquio para Hakone e imediatamente após a Segunda Guerra Mundial, iniciou ali, a construção do que seria o protótipo do Paraíso Terrestre, a Terra Divina. Levou sete anos para concluí-la.
Além dos jardins e de outras edificações, foi construído um magnífico museu de arte com mais de 1.200 obras, sendo três tesouros nacionais e mais de 60 obras consideradas patrimônios culturais do Japão.

Atami (Terra Celestial) - Japão

Atami, um local com clima ameno, com estância de águas termais, montanhas, mar, praias de linhas sinuosas, paisagens variadas e com vista fabulosa, foi a cidade escolhida por Meishu-Sama para a construção do Solo Sagrado, também chamado de Terra Celestial.
Atualmente, o Solo Sagrado de Atami tem uma área de 176.000m². A construção foi iniciada na primavera de 1946, sob a direção de Meishu-Sama. Os fiéis de todos os cantos do Japão reuniram-se por meio de uma sincera dedicação.
Em Atami existe um magnífico museu de arte, o qual é o maior museu particular do Japão, e o Palácio de Cristal, um grande salão envidraçado adotado como símbolo do mundo ideal: o “Mundo Cristalino”.
Agindo de acordo com a orientação recebida de Deus, Meishu-Sama desenvolveu a construção do Solo Sagrado e, após seu falecimento, a Terra Celestial tomou o aspecto com o qual se apresenta até hoje.

kyoto (Terra da Tranquilidade) - Japão

Kyoto é uma cidade localizada na região central do Japão e foi sua capital até 1868. Em 1951, Meishu-Sama, durante suas viagens missionárias, determinou que Kyoto seria o local ideal para a construção do terceiro Solo Sagrado, que representaria o elemento terra. Kyoto, junto com Hakone, fogo, e Atami, água, formaria a trilogia que impulsionaria a Obra Divina.
Tendo permanecido praticamente intacto por mais de 50 anos, exatamente no outono de 2002, depois de 50 anos de sua aquisição, foi iniciada a primeira etapa de construção, com um projeto paisagístico e a construção de um moderno Centro de Aprimoramento, que foi inaugurado em 15 de fevereiro de 2004.

Saraburi - Tailândia

A difusão na Tailândia começou em 1968. Hoje, a Igreja Messiânica Mundial possui mais de 600 mil membros. Na cidade de Saraburi foi construído o Solo Sagrado da Tailândia, inaugurado em 1996. Atualmente, compreende uma área de 160 hectares, onde foram erigidos o Templo Messiânico com salas de aprimoramento, um Jardim Botânico, um Centro de Aprimoramento e uma Escola Agrícola voltada para o ensino do 2º grau técnico em Agricultura Natural.

Cacuaco - África

A obra de Meishu-Sama começou a se expandir por vários países africanos a partir de 1991, quando foram encaminhados, em Angola, sete membros, pioneiros da difusão. A partir de então, com o suporte do Rev. Francisco Jésus Fernandes, a fé messiânica foi se expandindo. Em 1998, quando já havia 700 membros no país, o ministro Cláudio Cristiano Leal Pinheiro foi designado para assumir a difusão.
Pouco antes da segunda visita missionária do presidente da IMM à África, o governo de Angola cedeu à IMMA um terreno com cerca de 1.770.000 m2, fato considerado pelos messiânicos locais como uma atuação de Meishu-Sama em prol da evolução da Obra Divina na região. A área possui uma pequena colina ao fundo, faz parte de uma vila rural às margens do rio Bengo e está localizada a 18 quilômetros da capital, Luanda.

Peregrinação
As peregrinações objetivam apresentar às pessoas os Solos Sagrados de Hakone, de Atami e de Kyoto e proporcionar uma compreensão mais ampla dos ensinamentos de Meishu-Sama. Portanto, trata-se de uma permissão muito especial.
Nos Solos Sagrados, os caravanistas participam dos cultos, recebem orientações, assistem aos aprimoramentos com reverendos que conviveram com Meishu-Sama, apreciam os objetos pessoais do Mestre, conhecem os museus, dedicam, entre outras atividades.
Eles visitam, ainda, os locais sagrados (o monumento erguido no topo do monte Nokoguiri e o construído no lugar em que Meishu-Sama nasceu) bem como a feira de Assakussa, o templo Kinkakuji, entre outros pontos turísticos.
Cada caravana conta com até 50 pessoas. Em virtude das várias atividades, a boa saúde física e a facilidade de andar por diversos locais também são muito importantes.

Para integrar a caravana, os interessados devem cumprir, entre outras, as seguintes etapas:

  • Conversar com o responsável do Johrei Center;
  • Preencher a ficha de inscrição, passada por ele;
  • Estar com o passaporte, cujo prazo de validade deverá expirar, no mínimo, seis meses após a data do início da viagem;
  • Apresentar os documentos necessários à obtenção do visto obrigatório para a entrada no Japão;
  • Entregar o atestado médico emitido no mês da viagem.

Como parte da preparação espiritual, recomenda-se aos caravanistas o estudo do capítulo O Solo Sagrado (do livro O Pão Nosso de Cada Dia) e dos seguintes ensinamentos do volume 5 do livro Alicerce do Paraíso: Considerações sobre o Paraíso Terrestre; A respeito do Paraíso Terrestre; A respeito do Jardim da Terra Divina; Significado da construção do Museu de Belas-Artes e Por que as obras- primas chegaram às minhas mãos.

No capítulo Primeiras Noções Messiânicas (do livro Os Novos Tempos), os trechos a seguir nos ajudam a compreender mais profundamente a importância dos Solos Sagrados: “Meishu-Sama, num determinado momento, expressou o desejo de construir um local para expandir suas Verdades. Para isso, foram escolhidas três cidades do Japão: Hakone, Atami e Kyoto, cidades com as quais Meishu-Sama tinha grande afinidade, visitando-as diversas vezes. […] Foi em Hakone e Atami que Meishu-Sama construiu os protótipos do Paraíso Terrestre, impregnados da Luz de Deus, que se irradia por todo o mundo. Tanto os jardins como os edifícios, com exceção de uma parte, foram projetados por Meishu Sama. Ao apreciar a beleza desses protótipos, a pessoa purifica seu espírito, que é conduzido ao seu estado de pureza original.”


  Clique aqui para download do formulário de inscrição para a caravana do Japão.

Receba nossas novidades