Sobre a Igreja Messiânica Mundial



A Igreja Messiânica Mundial foi instituída no Japão, em 1935, por Mokiti Okada, Meishu-Sama (Senhor da Luz). No Brasil, a instituição possui, atualmente, cerca de um milhão e oitocentos mil seguidores, sendo destes, mais de meio milhão de ministrantes de Johrei, presentes em aproximadamente 500 unidades religiosas denominadas Johrei Centers. No exterior, ela pode ser encontrada em mais de 90 países.

Conheça um pouco mais sobre a nossa Igreja lendo os Ensinamentos do Fundador:

O que é a Igreja Messiânica Mundial

Tem como missão criar e difundir uma cultura espiritual em interação com o desenvolvimento da cultura material, tendo por finalidade o advento do Paraíso Terrestre.

Não há dúvida de que Paraíso Terrestre é uma expressão que se refere ao mundo ideal, onde não existem doença, pobreza e conflito. O Mundo de Miroku, anunciado por Buda Sakyamuni, a chegada do Reino dos Céus, profetizada por Jesus Cristo, o Mundo de Serenidade e Paz, proclamado por Nichiren[1], e o Pedestal do Néctar, idealizado pela Igreja Tenrikyo, têm o mesmo significado do Paraíso Terrestre que nós proclamamos. Entretanto, a diferença é a questão do tempo, que não foi anunciada por nenhum dos fundadores. Por meio da Iluminação espiritual, intuí que esse tempo está muito próximo. E o que isso significa? Que é iminente o momento da Destruição da Lei Búdica, prevista por Buda, e do Fim do Mundo ou Juízo Final, profetizados por Jesus Cristo.

Seria uma felicidade se o Paraíso Terrestre pudesse ser estabelecido sem que nada precisasse ser mudado. Contudo, como se trata da construção de um mundo novo, ideal, é indispensável que se faça uma prestação de contas do velho mundo. É como na construção de uma nova casa, quando se fazem necessárias a demolição da casa velha e a limpeza do terreno. Naturalmente, existirão muitas coisas úteis da casa velha que serão poupadas. Evidentemente, esta seleção será feita por Deus. Portanto, para que o ser humano seja preservado, é necessário que ele se torne útil para o novo mundo. Dessa forma, poderá ultrapassar facilmente a grande fase de mudança, e isso significa ser aprovado no exame divino. A seguir, explicarei a respeito da fé como o único caminho para tal.

Quem Somos Quem Somos

As qualificações para ultrapassar essa fase de grande transição do mundo são: 1) ser saudável, livre de doenças; 2) estar liberto dos sofrimentos da pobreza; 3) amar a paz e ter aversão ao conflito. Ou seja, ser uma pessoa capaz de viver em um mundo isento de doença, pobreza e conflito.

Deus não só resguardará aqueles que tiverem essas três grandes qualificações, como também se utilizará deles como pessoas capacitadas para o mundo que irá surgir. Certamente, creio que não há discordância entre os desígnios de Deus e os ideais do ser humano. Existiria, então, uma maneira para obtermos essas três qualificações? Nossa religião se empenha para ensinar e conduzir as pessoas a adquirir tais qualificações bem como transmitir-lhes as bênçãos de Deus.

Meishu-Sama, em 5 de setembro de 1948

Para entender mais facilmente o que é a nossa religião, vou compará-la a uma loja de departamentos. Esta comparação não é a mais apropriada para uma religião, mas considero-a a que melhor se adequa à natureza de nosso trabalho. Eis os motivos:

Sempre afirmo que o cristianismo, o xintoísmo [1] , o budismo, o confucionismo [2] , a filosofia, a ciência, a arte, enfim, todos os campos do conhecimento, estão presentes em nossa religião. Dedicamos especial atenção à doença e à saúde, que são do campo da ciência, e também à agricultura, às artes e a outras áreas com enfoque diferenciado.

Como seu nome [3] bem expressa, nossa religião tem por objetivo empreender a grandiosa obra de salvação e, por isso, deve salvar a tudo e a todos. Para tal, é preciso apontar as falhas existentes nos setores relacionados à vida do ser humano indicando-lhe o mais elevado direcionamento.

Realmente, o progresso da cultura contemporânea é incrível. Entretanto, é igualmente inacreditável o número de falhas apresentadas por ela. Uma vez que as superficiais são visíveis, a própria sociedade consegue constatá-las; contudo, as profundas são mais difíceis de perceber e, por essa razão, só podem ser corrigidas se desveladas pela Luz de Deus. Por esse motivo, estamos dissecando e mostrando a realidade de todos os setores da cultura atual e planejando o estabelecimento de um mundo melhor. Somente dessa forma poderemos alimentar esperanças quanto ao advento de uma era de cultura paradisíaca.

Eis, em breves palavras, o sentido de religião “Loja de Departamentos”.

Meishu-Sama, em 28 de março de 1951

[1]Xintoísmo: religião japonesa baseada em ritos e mitos que explicam a origem do mundo, do Japão e da família imperial. Sua origem se confunde com a do povo japonês.
[2]Confucionismo: ideologia religiosa e sociopolítica criada por Confúcio (551 a.C. − 479 a.C.) na China.
[3]O nome de nossa religião em japonês é Sekai Kyussei Kyo, que significa literalmente “Igreja Salvadora do Mundo”.

Receba nossas novidades