Sorei Saishi



Com o desejo de que os antepassados dos membros sejam banhados pela Sagrada Luz de Deus e desfrutem de uma vida plena de felicidade eterna no Mundo Espiritual, a Igreja Messiânica enfatiza a importância de cultuar os ancestrais e antepassados deles.

Origem
O ano de 1979 marca o início das primeiras atividades do Sorei Saishi, no Brasil. Assim sendo, os membros brasileiros começaram a realizar as primeiras solicitações de assentamento dos seus antepassados para serem realizadas no Santuário dos Antepassados do Solo Sagrado no Japão.
Envolvidos por uma imensa emoção, junto à entronização das Imagens de Deus e Meishu-Sama, no dia 9 de novembro de 1995, foi também inaugurado o Santuário dos Antepassados no Solo Sagrado de Guarapiranga.
O Brasil é um país onde vivem em harmonia pessoas de todas as nacionalidades, e isso significa diretamente que, no Santuário dos Antepassados no Brasil, pode-se sufragar os espíritos dos ancestrais e antepassados de toda a humanidade.
No Santuário dos Antepassados no Solo Sagrado de Guarapiranga, estão assentados os espíritos dos membros da Igreja Messiânica e seus respectivos familiares, os espíritos de membros pioneiros que realizaram diversos atos meritórios em prol da expansão da Obra Divina e os espíritos de amigos dos membros que possuem seu registro no Sorei Saishi.
Até hoje, no Santuário dos Antepassados no Solo Sagrado de Guarapiranga, já foram assentados mais de um milhão de espíritos. E assim, por intermédio das solicitações do Sorei Saishi, os membros messiânicos vêm respeitosamente sufragando os espíritos dos seus entes queridos no Santuário dos Antepassados no Solo Sagrado.

Conceito
O Sorei Saishi é a forma de expressar amor e gratidão aos ancestrais e antepassados.
É um oficio religioso da Igreja Messiânica em prol dos espíritos relacionados com as famílias dos membros.

Missão
Realizando-se o Sorei Saishi, a Luz de Deus abrangerá os ancestrais e antepassados e lhes serão abertas as portas para sua elevação no Mundo Espiritual. Isto constitui a maior alegria para eles, pois significa que lhes foi estendida a tão ansiada escada para o Paraíso.
Ao serem registrados e assentados no Santuário dos Antepassados no Solo Sagrado, os ancestrais e antepassados ficam imensamente felizes e, com isso, abençoam e protegem os lares de seus descendentes.
Realizar o Sorei Saishi significa registrar de forma elevada o espírito do antepassado no Mundo Espiritual. Portanto, é missão do membro messiânico conscientizar-se deste propósito em suas vidas e realizar o assentamento de seus antepassados no Solo Sagrado.

Como solicitar o Sorei Saishi
À pessoa que se torna membro da Igreja Messiânica é concedida a permissão de solicitar o Sorei Saishi, a fim de cultuar seus antepassados no Santuário dos Antepassados, no Solo Sagrado.
É desejável que os membros que solicitam esse ofício pela primeira vez sejam instruídos pelo ministro responsável da unidade ou pelo coordenador do Sorei Saishi em relação à grandiosidade que envolve a realização do Ofício Religioso de Assentamento e Sagração dos Ancestrais e Antepassados.
É preciso seguir as seguintes instruções:
1 - Procurar o setor do Sorei Saishi da unidade religiosa. Caso ainda não tenha o registro dos antepassados no Sorei Saishi, será necessário preencher os dados referentes ao antepassado com letra de forma legível no formulário próprio para este fim.
2 - Os formulários podem ser obtidos no setor de Sorei Saishi da unidade religiosa.
3 - O nome do solicitante e o nome do espírito não podem conter abreviações e devem ser grafados corretamente.
4 - Devem ser incluídos no Sorei Saishi os espíritos de parentes que tiveram uma relação mais próxima com o solicitante, tais como: avôs, avós, pais, mães, irmãos, filhos, sobrinhos e netos. O mesmo pode ser feito em relação ao cônjuge.
Após realizar o assentamento, solicitar ao dedicante do setor de Sorei Saishi que imprima ou envie por e-mail sua ficha com o registro dos antepassados cadastrados. Dessa forma, o solicitante pode manter os ofícios de acordo com as respectivas datas.

Conheça os ofícios religiosos realizados no Santuário dos Antepassados
Atualmente, no Santuário dos Antepassados, situado no Solo Sagrado de Guarapiranga, em São Paulo, e no Solo Sagrado do Japão, em Atami, são realizados os ofícios por meio da solicitação dos membros.

Shinrei Saishi (Ofício Religioso de Assentamento do Espírito da Pessoa Recém-Falecida): são denominados “espíritos de pessoas recém-falecidas” aqueles que ainda não completaram 50 dias de falecimento. Eles são assentados no Altar de Pessoas Recém-Falecidas, localizado dentro do Santuário dos Antepassados no Solo Sagrado. Como ainda não têm uma posição determinada no Mundo Espiritual, não são considerados antepassados.
Quando solicitar: logo que a pessoa falecer, ou seja, antes dos 50 dias de falecimento, para que o espírito possa receber o ofício religioso de cada 10 dias de falecimento.
Quando é oficiado:o Culto de Assentamento de Pessoa Recém-Falecida (Shinrei Saishi) é realizado diariamente pela Divisão de Liturgia nos Solos Sagrados de Guarapiranga e do Japão, não havendo necessidade da participação dos descendentes.

Maitokasai (Ofício Religioso de cada Dez Dias de Falecimento e de Transferência e Assentamento dos Espíritos questão completando 50 dias de Falecimento): são os Ofícios Religiosos de Décimo, Vigésimo, Trigésimo, Quadragésimo e Quinquagésimo Dia, contando como primeiro, o próprio dia de falecimento. Ele é de grande importância para a elevação do espírito da pessoa que faleceu recentemente. Completados os 50 dias de falecimento, é feita a transferência do espírito para o Altar dos Antepassados no Santuário dos Antepassados.
Quando solicitar: assim que a pessoa falece, ou seja, antes dos 50 dias de falecimento, para que o espírito possa receber o ofício religioso de cada 10 dias de falecimento.
Quando é oficiado: este culto é realizado no Solo Sagradode Guarapiranga, nos dias: 5, 15 e 25 de cada mês, às 10 horas, podendo ter a participação dos descendentes.

Nensai (Ofício Religioso de Aniversário de Falecimento): após o quinquagésimo dia de falecimento, o espírito é assentado no Mundo Espiritual como um dos antepassados da família.
A partir de então, são iniciados os períodos de Nensai (Ofício Religioso de Aniversário de Falecimento). O Nensai pode ser solicitado a partir do centésimo dia de falecimento. Os cultos anuais são contados do primeiro ano até o quinto ano de falecimento. Em seguida, os ofícios religiosos são realizados no décimo, décimo quinto, vigésimo, trigésimo, quadragésimo, quinquagésimo e centésimo ano de falecimento.
Cronologicamente, somente a cada cinquenta anos e, depois, a cada cem anos. Não é bom atrasar o Ofício Religioso de Aniversário de Falecimento, sem motivos. Se houver alguma inconveniência em realizá-lo nesta data, ele poderá ser antecipado.
Quando solicitar: solicitar na unidade religiosa antes do dia 15 do mês anterior ao mês em que o espírito está fazendo aniversário de falecimento. Exemplo: Meu antepassado faz aniversário de falecimento no mês de abril. Então, até o dia 15 de março, preciso fazer a solicitação no sistema.
Quando é oficiado: este ofício é realizado no Santuário dos Antepassados, no Solo Sagrado de Guarapiranga, no primeiro domingo do mês após o Culto Mensal de Agradecimento, e no quarto domingo do mês, às 9 horas, podendo ter a participação dos descendentes.

Ireisai (Ofício Religioso em Sufrágio dos Espíritos): é o ofício religioso realizado em sufrágio dos ancestrais e antepassados dos espíritos e das linhagens da família. Trata-se de um ofício para conforto dos espíritos e deve ser realizado, periódica e especialmente, para todos os antepassados nos anos em que não se realiza o Nensai.
Quando solicitar: devemos solicitar na unidade religiosa antes do dia 15 do mês anterior ao mês em que o espírito está sendo sufragado. No caso de solicitar o Ireisai para a linhagem familiar, pode-se escolher um mês durante o ano para fazer a solicitação.
Quando é oficiado: é realizado no Santuário dos Antepassados, no Solo Sagrado de Guarapiranga, no primeiro domingo do mês após o Culto Mensal de Agradecimento, e no quarto domingo do mês, às 9 horas, podendo ter a participação dos descendentes.

Receba nossas novidades