Revistas Izunome

O Belo em ritmo que emociona e encanta a alma sob as batidas do coração

Ana Basile - fevereiro, 2018
Coral Vozes de Ouro_1

Desde os anos 60, o Setor Musical da Fundação Mokiti Okada vem assumindo, junto à sociedade de forma consistente e participativa, o compromisso de levar a arte musical para contribuir na construção de uma sociedade melhor.

Este trabalho, já conceituado em todo o Brasil, conta com mais de 900 voluntários que são acompanhados culturalmente de forma esmerada, enquanto se obtêm um conhecimento musical capaz de aliar esta prática à espiritualidade.

Sob a coordenação do ministro e maestro Roberto Carlos Santos Nunes, o repertório pesquisado busca, nas raízes da música, o que há de mais precioso, valorizando os fonemas e as vibrações das palavras. O repertório dialoga com o universo erudito, sacro, folclórico e popular para inspirar positivamente o ouvinte em seu cotidiano. Ou seja, existe uma especial atenção e cuidado de se evitar músicas com mensagens negativas, de acordo com os ensinamentos de Mokiti Okada.

Além da presença marcante em todos os Cultos realizados no Solo Sagrado, ocorre, em média quatro vezes por ano, um concerto denominado “Ensaio Aberto”. Nestas oportunidades, a Campanha Solidária da Fundação Mokiti Okada também entra em ação para fazer a arrecadação de alimentos não perecíveis, água e produtos de limpeza, os quais são doados a entidades assistenciais. Quando possível, o Setor também procura atender à solicitação de asilos, hospitais e orfanatos, unindo a música à solidariedade como caminho para a prática do Bem e do Belo.

Segundo o ministro Roberto Carlos, “uma das características principais da atividade do Setor Musical é o trabalho em grupo, o qual proporciona uma importante troca de conhecimentos e experiências entre os alunos, levando todos os integrantes, naturalmente, a um processo de integração, respeito e união”.

Categorias

Coral Infantil e Infanto-Juvenil – com faixa etária entre 7 e 17 anos, estas atividades acontecem em Brasília, Campinas, Salvador, São José do Rio Preto e São Paulo. São direcionadas para o desenvolvimento do aparelho vocal da criança e do adolescente e sua transição para a voz adulta de forma natural. As atividades propiciam o desenvolvimento corporal, disciplinar e motor dos alunos. Com isso, seja na escola ou na família, nota-se uma considerável mudança comportamental e o amadurecimento da personalidade de forma positiva.

Coral Adulto – com faixa etária entre 18 e 60 anos, estas atividades acontecem em Brasília, Bahia Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo. Os participantes ampliam seu repertório musical e desenvolvem a técnica do canto coral, da respiração, da educação vocal e dos benefícios que somente as atividades musicais em grupo podem oferecer, como por exemplo, a prática de “saber escutar”.

Coral Vozes de Ouro – voltada para um público entre 60 e 90 anos, esta modalidade está presente em Brasília, Campinas, Curitiba e São Paulo e levam em conta o processo natural do envelhecimento da voz, que passa a apresentar rouquidão, diminuição da textura e do volume vocal, tremor, entre outras características. Há igualmente aulas de reeducação corporal e o resgate de músicas de outras épocas, resultando no aperfeiçoamento da percepção musical, corporal, auditiva, do aparelho respiratório, da memória e da coordenação motora, que favorecem o aumento da autoestima, tornando a vida mais prazerosa.

Orquestra de Violões a partir dos 12 anos de idade, os participantes desenvolvem a Arte do Violão com técnicas que abrangem:  digitação, dedilhados, leitura de partituras e cifras, estudo dos acordes e ritmos. O ponto forte é a integração em plena harmonia com pessoas de diferentes gerações, classes sociais, credos e origens, contribuindo para a autoestima e o convívio em grupo, em que a música atua como elo de ligação. Esta modalidade acontece em Campo Grande – MS e São Paulo.   

Banda Marcial Mokiti Okada – No momento, está em estudo o retorno das atividades.

A banda é composta de um corpo coreográfico com crianças e jovens a partir de 6 anos e de um grupo que estuda instrumentos de sopro e percussão, composto por crianças, jovens e adultos a partir de 10 anos. São desenvolvidos, ainda, exercícios de respiração, leitura musical, postura corporal, coordenação motora e também a prática do trabalho em conjunto. Esta é uma excelente atividade para o desenvolvimento disciplinar e musical.

As atividades musicais propõem que o interessado tenha, pelo menos, um conhecimento básico.

Para iniciar a partir de qualquer localidade do Brasil, é necessário entrar em contato pelo e-mail: musical@fmo.org.br para receber orientação e esclarecer dúvidas.

Acompanhe as atividades do setor no site www.fmo.org.br

Texto: Silvana Boghi

 

Previous Image
Next Image

info heading

info content