Ensinamento do Mês

Eliminação da Tragédia

Igreja Messiânica Mundial do Brasil - março, 2018

audio

Entre tudo o que há no mundo, o que o ser humano mais abomina é a tragédia. Eliminá-la totalmente é impossível, mas não será tão difícil diminuí-la. Passemos a estudar sua natureza.

O fato de a maioria das tragédias ser causada pela doença constitui uma implacável realidade. Entretanto, elas também são geradas pelas questões amorosas e pela desonestidade motivada por interesses materiais. Analisando sua causa, no entanto, percebe-se que todas as tragédias têm sua raiz na enfermidade espiritual. Dizem que uma mente sã habita um corpo são, e isso é verdade. Após longos anos de pesquisa, verifiquei que a paixão desregrada, a imoralidade, a desonestidade, a impaciência, o alcoolismo, a preguiça, a delinquência juvenil e outros desvios de comportamento estão quase sempre presentes em físicos doentes. Infelizmente, nem mesmo apelando para a medicina ou para outros meios, ainda não se descobriram métodos eficientes para curar as doenças e restabelecer a saúde física e espiritual. Ainda que se tivesse detectado a causa, não existia ainda uma forma para resolver, de fato, o problema. Houve quem se orgulhasse, dizendo ter descoberto a origem delas e seus tratamentos. Contudo, frequentemente, estes tratamentos caem em desuso, pois seus efeitos não são senão temporários. Casos assim ocorreram com frequência. É realmente desolador. Todavia, em nossas publicações, encontramos muitos relatos de cura de doenças consideradas gravíssimas, e a alegria e a gratidão expressas nesses relatos nos comovem até às lágrimas.

Conforme pudemos observar, a verdadeira solução das doenças e de outras desgraças depende do surgimento de uma força invisível, e só aos que a experimentarem é dado reconhecer quão incomensurável é a Força de Deus. Os homens modernos não se deixam convencer senão através da realidade ou de provas. Portanto, sem apresentar resultados concretos, é inútil tentar guiá-los à fé por meio de princípios bem elaborados. Para eles, a salvação da humanidade e o incremento do bem-estar da sociedade não passam de um sonho.

A essência da verdadeira fé consiste em mover o que é visível pela ação de um poder invisível. Esta força está sendo manifestada pela nossa Igreja e, por essa razão, creio eu, poderíamos dizer que ela é a religião do poder.

As religiões tradicionais, em sua maioria, se fundamentam nos ensinamentos, o que faz com que busquem despertar a alma de seus fiéis de fora para dentro. Todavia, o ato purificador empregado pela nossa Igreja – o Johrei – projeta a Luz espiritual diretamente na alma, despertando-a instantaneamente, isto é, ele transforma a pessoa sem a intervenção humana, deixando as pregações para segundo plano. Buda Sakyamuni afirmou que todos têm a essência de buda[1] em seu interior, e aqueles que atingirem essa compreensão tornam-se bossatsu[2]. Isso é realmente verdade.

Nessa linha de raciocínio, aqueles que ingressam em nossa religião, em curto espaço de tempo, vão galgando níveis de Iluminação mais elevados até atingirem a Suprema Iluminação[3]. Além de não precisar preocupar-se com as próprias tragédias, tornam-se qualificados para eliminar as tragédias alheias.

Por Meishu-Sama em 11 de junho de 1949 – Extraído do livro Alicerce do Paraíso, vol. 1.

 

_____________________________________

[1] Buda: Em sânscrito, buddha significa “desperto” ou “iluminado”. É um título dado no budismo àqueles que despertaram plenamente para a verdadeira natureza dos fenômenos e se puseram a divulgar tal descoberta aos demais seres.

[2] Bossatsu: Em sânscrito, bodhisattva. Termo budista utilizado para designar uma pessoa que já tem um considerável grau de Iluminação e que procura usar sua sabedoria para ajudar outros seres humanos a se livrar do sofrimento.

[3] Suprema Iluminação: Em japonês shokaku, em sânscrito samyaksambodhi: o nível mais alto de Iluminação segundo o budismo.