Experiência de Fé do Culto

Alice Ortiz – Agosto 2018

Igreja Messiânica Mundial do Brasil - agosto, 2018

Culto Mensal de Agradecimento dedicado à Agricultura Natural
Solo Sagrado de Guarapiranga
5 de agosto de 2018

Bom-dia a todos!

Hoje gostaria de compartilhar com os senhores a certeza de que a crença no poder do Johrei e na agricultura e alimentação natural, que desenvolvi ao longo de quarenta e seis anos como messiânica, me possibilitou superar uma séria purificação de saúde.

Conheci a Igreja Messiânica Mundial em 1972, através de uma amiga que me chamou para ir à Igreja. Como procurava uma religião com a qual me identificasse, aceitei seu convite.

Ao receber o primeiro Johrei, senti-me muito bem e, ao conversar com o ministro responsável, fiquei sabendo que poderia cultuar e cuidar dos meus antepassados. Isso era algo que eu nunca havia escutado. Fiquei encantada!

Passei a frequentar a unidade assiduamente, comecei a estudar os ensinamentos de Meishu-Sama e logo fui me identificando com a doutrina messiânica.

No mesmo ano, recebi a Medalha da Luz Divina (Ohikari) e passei a ministrar Johrei, a fazer plantões, a dedicar na limpeza e a ofertar o donativo de gratidão.

Entre os casos que acompanhei, houve um que foi muito especial para mim: trata-se de uma criança que tinha fortes e constantes convulsões e, apenas com Johrei, ficou completamente curada.

Aos quatro anos de membro, passei por uma grande purificação financeira que foi um marco de mudança na minha vida profissional. Naquela época, eu mandava confeccionar camisetas e vendia para boutiques da moda. Certo dia, fui dar assistência religiosa em um hospital e deixei o estoque de camisetas no carro.

Quando voltei para o veículo, haviam roubado tudo o que havia dentro dele. Comecei a chorar e, naquele momento de desespero, lembrei-me de Meishu-Sama e imediatamente pensei: “Que bom que não levaram o carro!”

Fui à Igreja e, ao relatar o ocorrido ao reverendo, este me olhou e disse: “Vamos fazer uma oração para agradecer e rezar pelos ladrões”. Em seguida, ele me disse: “Agora você vai prosperar.”

Após esse episódio, minha vida profissional se transformou completamente. Tornei-me empresária, abri uma confecção que fez muito sucesso e pude viver desta empresa até quatro anos atrás, quando me aposentei.

Enfim, passei por várias purificações, grandes e pequenas, mas sempre as enfrentando com Johrei e as dedicações.

Essas experiências fortaleceram minha fé e me encorajaram a enfrentar, através das práticas messiânicas, uma grande purificação que vivenciei recentemente, a qual passo a relatar.

Em julho do ano passado, fazendo exames de rotina, a médica descobriu que eu tinha uma lesão grave no colo do útero.

Com isso, pediu novos exames e biópsia para investigar melhor o caso, e os resultados confirmaram neoplasia intraepitelial graus 2 e 3. Em outras palavras, lesão precursora de câncer de colo de útero de alto grau.

Em uma tentativa de evitar a retirada total do útero, fui encaminhada para fazer uma conização, que é a retirada da parte afetada. Esse procedimento serve para retirar um pedaço do colo do útero e fazer uma avaliação maior da lesão.

Realizei o procedimento e, três meses depois, fiz novos exames que atestaram a permanência do câncer. Por conseguinte, seria realmente necessária uma grande cirurgia retirando útero, trompas, ovário e apêndice.

Por decisão própria, mais uma vez, optei por entregar minha vida nas mãos de Deus e Meishu-Sama e fui comunicar aos ministros que me acompanham que eu não queria e não iria operar.

Diante de minha firme decisão, fui orientada a receber, no mínimo, seis horas de Johrei todos os dias e mudar minha alimentação. Eu deveria consumir estritamente alimentos produzidos pelo método da agricultura natural e eliminar por completo o consumo de produtos industrializados e de origem animal, assim como sal e açúcar.

Foi-me explicado que, ao evitar ingerir alimentos com agrotóxicos e outras químicas, eu estaria impedindo a entrada de substâncias que iriam nutrir as células cancerígenas. Ao mesmo tempo, buscando consumir os alimentos com forte energia vital, estes fortaleceriam a capacidade de recuperação do meu corpo para que eu adquirisse saúde verdadeira.

Dessa forma, empenhei-me bastante para seguir à risca essa nova maneira de me alimentar.

Quanto ao recebimento do Johrei, também precisei me esforçar bastante, pois durante a minha vida missionária, eu imaginava que seria importante apenas ministrar Johrei. Entretanto, nesse momento, entendi a importância de recebê-lo.

Dessa forma, ia a vários Johrei Centers pedir às pessoas que me transmitissem a Luz de Deus por meio do sagrado Johrei. Não me acomodei em freqüentar apenas minha unidade. E quando não conseguia ir, pedia assistência de Johrei em minha residência.

Havia dias que chegava a receber Johrei além das seis horas orientadas.

Passei a ter muitas purificações de gripe, resfriado e diarreia.

Entendi que, por meio do Johrei intensivo e da alimentação natural, meu organismo ganhou força para expelir muitas toxinas que estavam sujando meu corpo.

Após quatro meses, a pedido da médica refiz os exames.

O resultado destes revelou o grande milagre: o laudo deu negativo para lesões intraepiteliais ou malignidade, ou seja, não havia mais o câncer e o tecido lesionado tinha se reparado completamente.

Mal posso expressar a felicidade e gratidão que senti neste momento.

Por intermédio dessa experiência, comprovei na prática que, assim como o Johrei é um meio imprescindível para a construção do Paraíso Terrestre, a Agricultura Natural, como método agrícola revelado por Deus, também tem o importante papel de construir o mundo de saúde, prosperidade e paz.

Mantenho meu compromisso de continuar buscando alimentos com energia vital e continuar recebendo e ministrando Johrei com a mesma intensidade que tive até agora.

Agradeço a Deus, a Meishu-Sama e aos meus antepassados a permissão de estar neste Solo Sagrado compartilhando este maravilhoso milagre, que me permite viver e ser útil na construção do Paraíso Terrestre.

Muito obrigada!