Palestra do Culto

Culto Mensal de Agradecimento dedicado à Agricultura Natural – Agosto 2018

Igreja Messiânica Mundial do Brasil - agosto, 2018

Culto Mensal de Agradecimento dedicado à Agricultura Natural
Solo Sagrado de Guarapiranga
05 de agosto de 2018

Bom-dia!

Os senhores estão passando bem? Sejam bem-vindos ao nosso paraíso!

Vamos enviar um caloroso bom dia para quem está nos assistindo pela Izunome.TV?

Primeiramente, agradeço a Deus e a Meishu-Sama a permissão de servirmos, juntos à Obra Divina e de estarmos celebrando este culto mensal de agradecimento dedicado especialmente à Agricultura Natural Messiânica.

Estamos recebendo 23 caravanistas vindos dos seguintes países:

Chile,  Estados Unidos, França Itália, Portugal e Suíça.

Sejam todos bem-vindos ao Solo Sagrado de Guarapiranga!

Inicialmente, quero parabenizar e agradecer o trabalho dos agricultores e os praticantes da Agricultura Natural e da Horta Caseira!

Hoje, as oferendas do altar foram cultivadas com todo amor pelos messiânicos de vários estados do Brasil!

Vamos expressar nossa gratidão a eles com uma calorosa salva de palmas!

Da mesma forma, gostaria de apresentar os premiados que representam os participantes do concurso “Horta em Casa”.

Normalmente, premiamos quatro pessoas, ou seja, um por modalidade. Contudo, este ano, recebemos fotos de inúmeros trabalhos com a horta caseira, realizados em todas as regiões e entre elas, foram selecionadas oito. Quando vimos as fotos, ficamos tão impressionados que era impossível não premiarmos a todos.

Por isso decidimos: “As oito são vencedoras”!

Mais uma vez, parabéns a todos!

Hoje, gostaria de refletir com os senhores, sobre o porquê Meishu-Sama nos revelou o método da Agricultura Natural e fez dele uma coluna de salvação?

Meishu-Sama nos ensina que: “Nós messiânicos, cremos em Deus, Criador do Universo. Cremos que, desde o início da Criação, Deus objetivou estabelecer o Paraíso na Terra e tem atuado continuamente para a concretização desse objetivo”.

A Agricultura Natural Messiânica, é uma de nossas crenças.

Seu objetivo vai além da alimentação. Por meio dela, Meishu-Sama nos mostra que é possível reconhecer a existência de Deus, e retornar ao estado natural de pureza, tal qual foi criada, a grande natureza e o ser humano.

Nesse sentido, eu acredito que a Agricultura Natural é uma importante coluna para o estabelecimento do Paraíso na terra.

Gostaria de lembrar uma passagem da vida de Meishu-Sama que ocorreu antes de iniciar sua vida religiosa.

Essa passagem nos esclarece bem a importância da alimentação como caminho para se obter a verdadeira saúde.

Na juventude, no período de 15 a 20 anos de idade, Meishu-Sama foi acometido por uma pleurisia, que depois evoluiu para uma tuberculose tão grave, a ponto de ter sido desenganado pelos médicos.

Nessa época de grande sofrimento, apesar do diagnóstico recebido, Meishu-Sama disse que surgiu uma força misteriosa que vinha do fundo do seu coração dizendo-lhe que era preciso viver, que era preciso querer viver.

A esse respeito, ele escreveu: “já que ia morrer de qualquer maneira, achei que não havia outro jeito senão tentar o milagre da cura através de um método diferente. Pus-me à procura desse método”.

Foi quando, Meishu-Sama passou a pesquisar as formas pelas quais ele poderia superar essa grave situação.

Assim, optou por iniciar uma dieta baseada em vegetais e, após algum tempo, sentiu-se mais forte e recuperou a saúde por completo.

A mudança de alimentação e o resultado obtido marcou muito a vida de Meishu-Sama.

Acredito que tudo que Ele passou e essa surpreendente melhora, já era um sinal de que Deus já o preparava para a grandiosa missão de salvação da humanidade.

Assim, ao começar sua atividade religiosa, objetivando conduzir o homem a uma vida de saúde, prosperidade e paz, e, por meio das revelações recebidas de Deus, iniciou suas pesquisas sobre o cultivo e alimentação natural.

Ele também nos ensinou importantes leis que regem o universo. Dentre elas temos a Lei da Identidade Espírito-Matéria.

Essa lei nos esclarece que tudo que pensamos, dizemos e fazemos no mundo material se reflete também no mundo espiritual.

Da mesma forma que, quando temos máculas no corpo espiritual, estas se materializam em forma de sofrimentos.

Seguindo esse raciocínio, podemos entender claramente que, tanto o corpo material quanto o corpo espiritual estão intimamente ligados.

Por exemplo, quando nos alimentamos com o que foi produzido em desacordo com a leis da natureza, cheios de adubos e pesticidas, intoxicamos nosso organismo e sujamos o nosso sangue. Esta sujeira, vira toxinas, que se transformam em máculas em nosso corpo espiritual.

Com o tempo, as máculas são eliminadas através do processo de purificação. Sendo que o mais temido deles, sem dúvida é a doença, pois afeta a base de nossas vidas.

Por isso, é importante lembrar que o que ingerimos hoje, se refletirá futuramente na nossa saúde.

Ou seja, alimentos puros nos trarão felicidade e, em contrapartida, os alimentos repletos de agrotóxicos e pesticidas, afetarão a nossa saúde e nos trarão a infelicidade.

Os senhores sabiam, que essa semana do dia 1º ao dia 8 de agosto, é realizada a Campanha Mundial de Aleitamento Materno?

Neste ano o tema é: “Amamentação – Alicerce da Vida”.

Todos nós sabemos que o leite materno e o ato de amamentar são fundamentais para a saúde das crianças e das mamães, não é?

Sabemos que não existe alimento mais completo e saudável para o bebê, pois, através dele, além de fortalecer o vínculo afetivo com o bebê, a mãe compartilha com ele todos os nutrientes e anticorpos.

Nesse sentido, é fundamental que as mamães cuidem da própria saúde, escolhendo bem o que estão ingerindo no dia a dia, pois isso influenciará diretamente a saúde do bebê.

Realmente, a alimentação é de fundamental importância na saúde do ser humano.

Diante de tudo que expusemos até agora, Meishu Sama escreveu em um de seus poemas:

“Toda felicidade, ao longo da vida, pode-se dizer, resume-se na palavra SAÚDE”.

Em se tratando de saúde, a experiência que ouvimos hoje da Sra. Vick (Alice Ortiz) muito nos ensina.

Ao tomar ciência que fora acometida de um câncer de colo do útero de alto grau e que seria necessária passar por uma grande cirurgia, a Sra Vick, foi orientada pelo ministro a receber, no mínimo seis horas de Johrei diariamente e mudar por completo sua maneira de se alimentar.

Como resultado desta prática, seu organismo ganhou força para expelir muitas toxinas e o grande milagre ocorreu, ou seja, não havia mais o câncer, e o tecido lesionado se recuperou completamente.

Fiquei muito feliz quando a ouvi concluir que: “…assim como o Johrei é um meio imprescindível para a construção do Paraíso Terrestre, a Agricultura Natural, como método agrícola revelado por Deus, também tem o importante papel de concretizar um mundo de saúde, prosperidade e paz”.

Realmente foi um grande milagre que a Sra. Vick recebeu.

Mas, agora eu vou compartilhar com os senhores as conversas dos bastidores sobre essa experiência.

Na verdade, quando a Sra. Vick procurou o ministro para conversar, ela já não estava com muita esperança de ultrapassar a sua purificação não!

Ela chegou até a falar que queria doar seus bens a Meishu-Sama e aguardar o momento da partida.

Nesse instante o ministro disse pra ela: “ Ué, a senhora já quer desistir sem antes fazer sua parte?”

Então, após receber a orientação do ministro, ela orou a Meishu-Sama e disse:

“Se eu for salva, quero que a minha experiencia possa servir para muitas pessoas acreditarem na força do Johrei e na importância da alimentação”.

Graças a decisão de seguir a orientação do ministro e recorrer a Meishu-Sama é que ela está aqui hoje junto conosco.

Parabéns Sra. Vick, seu pedido foi atendido.

Agora continue compartilhando esse maravilhoso milagre e divulgando essa importante coluna de salvação.

Neste ano, recebemos inúmeras experiências de membros que, acreditando na importância de praticar a Agricultura Natural e consumir seus produtos, apresentaram mudanças profundas em sua saúde e bem-estar.

Essas experiências irão ser publicadas na próxima revista Izunome para apreciação dos senhores.

Contudo, há um relato que eu ouvi e de que gostei muito. É de um menino com apenas 10 anos de idade.

Durante os quatro primeiros anos de escola, ele estudou com a mesma professora a qual ele estimava muito por ser bastante amorosa e gentil com os alunos.

No 5º ano, ao voltar para a escola, soube que sua querida professora havia se mudado. Então, conheceu a nova professora.

Passados alguns meses, ele percebeu que ela era uma pessoa impaciente com a turma. Ele ficou bravo e muito chateado, pois vivia comparando-a com a anterior.

Assim, não somente ele, mas também seus coleguinhas tinham saudades da antiga professora.

No ano passado, no Culto Mensal de Agosto dedicado a Agricultura Natural, durante uma aula do Criançarte, ele plantou sementes de tomate e foi orientado a cuidar, buscando aprender com a natureza.

Sua mãe, sabendo da dificuldade que seu filho enfrentava na escola, conversou bastante com ele e lhe sugeriu viver uma experiência.

Disse-lhe: “Você gostou desse pezinho de tomate, não é? Então, comece a cuidar dele como se fosse a sua professora, com amor, carinho e paciência”.

Praticando o que sua mãe lhe ensinou, seu sentimento começou a mudar pouco a pouco, a medida que o pé de tomate foi crescendo.

Ele foi melhorando, ficando mais calmo e passou a ter carinho e gratidão por sua professora.

Para sua surpresa, a professora também mudou.

Ficou mais amável, elogiava muito os seus trabalhos, o rendimento dele e de seus amigos melhorou, e ele até foi eleito como “representante de classe”.

Que experiência maravilhosa, não é! Um simples pezinho de tomate conseguiu transformar os sentimentos de uma criança de 10 anos!

Eu acho que esses tomates estavam muito saborosos!

Meishu Sama, afirma que os alimentos que são cultivados com respeito e amor, possuem grande quantidade de energia vital e são capazes de ligar os sentimentos humanos aos de Deus, nos proporcionando felicidade.

Essa experiência comprova como é importante, para nós messiânicos, a prática da Horta Caseira.

Por falar em Horta Caseira, vocês se lembram quando falei sobre aquela senhora que me disse que fazia tempo que não chovia em sua horta. Lembram?

Então, vocês também desejam que Deus faça chover em sua horta? Sim….

Se desejamos que chova em nossa horta, vamos recorrer a Deus e Meishu-Sama para merecermos essa chuva.

Acredito que Deus e Meishu-Sama receberão nosso pedido, mas antes de nos atender, eu acho que eles vão perguntar a cada um de nós:

“Marco Resende, você já tem horta? Você já fez a sua horta?”

Sabe por que eu acho que eles vão perguntar se eu tenho horta?

Porque se não tiver nem horta, como é que Deus pode atender o meu pedido e fazer chover?

Portanto senhores e senhoras, não fiquem esperando, façam logo sua horta e aguardem as bênçãos de Deus!

Antes de encerrar, gostaria de parabenizar, antecipadamente, todos os pais pelo seu dia, que será comemorado no próximo domingo. Parabéns!

Não deixem de visitar as exposições de Agricultura e Alimentação Natural que foram preparadas para os senhores.

Que, iluminados por Deus e Meishu-Sama, sigamos com muita alegria, paz e gratidão no coração.

Um excelente mês e boa dedicação a todos. Muito Obrigado!